POLICIAL

Manifestantes anti-imigração queimam ônibus e atacam policial após homem esfaquear crianças; 34 são presos

A polícia da Irlanda disse nesta sexta-feira (24) ter prendido 34 pessoas durante os protestos anti-imigração violentos que tomaram as ruas de Dublin na noite de quinta-feira (23). A manifestação foi uma reação a um ataque raro que havia ocorrido mais cedo na capital irlandesa, no qual três crianças e dois adultos foram esfaqueados no centro da cidade.

No fim do dia, manifestantes queimaram um ônibus e um carro da polícia para protestar. Um policial foi cercado e atacado por homens que participavam do ato e está internado em estado grave, segundo a polícia.

Após o ataque com faca, o governo irlandês deu muitos detalhes sobre a identidade do homem que atacou as pessoas com uma faca, mas cerca de cem pessoas foram às ruas alegando que suspeito é um imigrante (leia mais abaixo).

Parte dos manifestantes portava barras de metal e cobriam os rostos.

O ônibus que foi queimado pelos manifestantes tem dois andares. Além da destruição dos veículos, a janela de um hotel e uma unidade do McDonalds também foram atacados, e uma loja de tênis foi saqueada.

Drew Harris, um chefe de polícia, afirmou que os manifestantes são extremistas de direita e hooligans que cometem ações violentas. Ele colocou 400 homens na rua para controlar a situação.

Sending
User Review
0/10 (0 votes)