Coluna Chico Santos DESTAQUES DO DIA PANDEMIA POLÍTICA

Pazuello já planejava não comparecer a CPI do COVID

Imagem: O globo

Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde do governo Bolsonaro já planejava não comparecer à CPI da Covid desde o final de semana, segundo pessoas próximas, o ex-ministro apresentava estar preocupado com a possibilidade de ser preso após seu depoimento, inclusive tendo quadros de oscilação de humor por temer que o círculo de políticos amigos de Jair Bolsonaro podem vir a abandoná-lo.

Pazuello relata estar tendo dificuldades para obter documentos com a gestão de seu sucessor, Marcelo Queiroga, para embasar algumas de suas defesas à CPI, o que aumenta sua preocupação, além disso, o ex-secretário de Comunicação, Fábio Wajngarten, em entrevista a revista Veja,  disse que houve “incompetência e ineficiência” do ministério da Saúde em adquirir vacinas, e afirmou que possui documentos que comprovam a inação de Pazuello na negociação com a Pfizer, primeira empresa a oferecer vacinas ao governo federal.

O ex-secretário, Fábio Wajngarten, desligou o presidente de qualquer responsabilidade sobre os atrasos na aquisição de vacinas, o que deixou Pazuello desconfiado de que houvesse uma armação do Palácio do Planalto para deixá-lo desamparado.