Destaques do Dia Maringá Plantão Policial

Acusado de crime do açougue é liberado pela justiça

Naldo (centro) com o delegado da homicídio Diego Almeida (equerda), ao lado do advogado de defesa Dr. Israel Batista de Moura (direita), em reconstituição do crime do açougue. Foto: João Paulo Santos

Advogado alegou que com a pandemia do coronavírus ele é do grupo de risco e foi solto

 

Ednaldo Ferreira da Silva, o conhecido Naldo, de 50 anos, foi colocado em liberdade pela 1ª Vara Criminal de Maringá. Ele que é suspeito de matar no dia 20 de Agosto de 2017 o trabalhador Adelso Donizete Ferraz, em um açougue na Avenida Brasil, em Maringá.

A vítima morreu no local, outro idoso, de 62 anos, foi também atingido, mas sobreviveu. Naldo foi preso no outro dia acusado de um homicídio qualificado e um homicídio tentado.

O comerciante aguardava julgamento na Casa de Custódia de Maringá (CCM) e com o trabalho do seu advogado o Dr. Israel Batista de Moura, conseguiu a liberdade concedida pela justiça, por apresentar problemas renais, psicológicos e cardíacos e por conta da pandemia de coronavírus faz parte do grupo de risco.

Apesar de livre, Naldo usará tornozeleira eletrônica com monitoramento na residência dele.

ANÚNCIE NESTE ESPAÇO