Destaques do Dia Maringá

550 toneladas de materiais são recolhidos em arrastões por Maringá

Os ′arrastões′ vão continuar, contemplando regiões específicas da cidade e os distritos

 

 

Mais de 250 toneladas de entulhos descartáveis foram recolhidos durante ′arrastão′ de limpeza realizado pelo Prefeitura de Maringá em bairros da zona sul da cidade no sábado. A ação se estendeu domingo para finalizar o trabalho, que envolveu centenas de servidores e dezenas de máquinas e caminhões. O segundo ′arrastão′ (o primeiro retirou 300 toneladas da zona norte) introduziu mudanças na estratégia, com a posicionamento de caçambas em terrenos públicos da região.

A ação, coordenada pela Secretaria de Serviços Públicos, contou com a participação da Secretaria de Saúde e da Secretaria de Fazenda. Agentes de controle da dengue inspecionaram cerca de 1,2 mil imóveis. Fiscais entregaram notificação a 300 proprietários de imóveis por conservação inadequada de terrenos. As atividades integram mobilização de prevenção e combate à dengue, iniciada com reunião com lideranças da sociedade organizada. Comitê foi criado para gerir as ações.

O modelo de posicionar caçambas em pontos estratégicos e estimular o cidadão a descartar materiais nesses locais funcionou, mas ainda precisa da colaboração da comunidade. “Muitos moradores colocaram um volume enorme de todo tipo de entulho nas calçadas e canteiros, contrariando nossa recomendação”, afirma Maria Ligia Guedes, diretora executiva de Serviços Públicos. Isso obrigou a continuidade do recolhimento no domingo. “Ainda estamos nas ruas”, acrescenta.

O descarte de entulhos em vias públicas sujeita o infrator a multa. “Não se trata apenas da penalidade financeira. Vivemos um momento de ação coletiva, onde todos precisam fazer a sua parte, destinando corretamente seus resíduos e cuidados dos quintais”, afirma Maria Lígia, referindo-se à dengue e a importância da prevenção.

Foto: Aldemir de Moraes/PMM

ANÚNCIE NESTE ESPAÇO