Brasil e Mundo Nosso Paraná Noticias Gerais

Saúde Alerta Para A Importância Da Vacinação Contra A Febre Amarela

33 Macacos Já Morreram Da Doença Até O Fim De 2019 E Outros 79 Casos Estão Em Investigação

Levantamento da Divisão de Doenças Transmitidas por Vetores e do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde confirma nesta quarta-feira (08) 33 mortes de macacos contaminados pelo vírus da febre amarela no Paraná, de julho de 2019 até a data de hoje. São 17 mortes a mais do que no último informe divulgado em 19 de dezembro.

Assim como os humanos, os macacos também são contaminados pela picada do mosquito da febre amarela e morrem pela infecção. Por isso eles são considerados sentinelas para a doença. “Se estão sendo registradas epizootias, a morte de macacos, é porque o vírus está próximo”, explica o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto. “E se o vírus está circulando é preciso que a população se previna e busque a vacina, disponível em todas as unidades de saúde”, salienta.

Os casos confirmados de epizootias neste período foram registrados nos seguintes municípios: Castro (11), Ponta Grossa (8), Ipiranga ( 2), Sapopema (2), Teixeira Soares (2), Piraí do Sul (2), Palmeira (1), Balsa Nova (1), São João do Triunfo (1), Mandirituba (1), Prudentópolis (1) e Imbituva (1).

Os casos mais recentes, confirmados em dezembro, aconteceram em Piraí do Sul, no dia 6; em Palmeira, no dia 5; em Teixeira Soares, no dia 4 e em Imbituva, também em 4 de dezembro. Seguem em investigação outros 79 casos de mortes de macacos.

Foto: Divulgação/saude.pr.gov.br

ANÚNCIE NESTE ESPAÇO